Sporting quer apuramento da verdade no caso de alegada corrupção no andebol

Quarta-feira, 16 Mai, 2018

O jornal entrevistou Paulo Silva, empresário que se diz arrependido por ter "cometido vários crimes" pelo seu sportinguismo, revelando que chegou a pagar 2 mil euros a árbitros, recebendo comissões de 350 euros.

O Ministério Público revelou que decorre um processo no DIAP do Porto para investigação de uma alegado esquema de suborno que envolveu o Sporting, acrescentando que processo está em segredo de justiça.

De acordo com o Expresso, que cita o exclusivo do CM, o jornal teve acesso a muitas conversas entre empresários, no WhatsApp, que mostram como o agora braço direito de Bruno de Carvalho coordenava este esquema. O diário da Cofina denuncia um esquema de corrupção de árbitros, liderado por André Geraldes, atual team manager do futebol profissional, então responsável pelas modalidades.

Nesta mesma nota, o clube diz tratar-se do "primeiro capítulo de uma campanha, mais uma, que visa exclusivamente denegrir a imagem da instituição Sporting".

Em comunicado, a Federação Portuguesa de Andebol (FPA) afirmou que irá denunciar o sucedido ao Ministério Público - que, de resto, já confirmou estar a investigar o caso -, e informou que a direcção participará o caso ao Conselho de Disciplina da Federação.

Entretanto, o Sporting nega as acusações hoje reveladas, dizendo não se rever "em qualquer prática que desvirtue a verdade desportiva ou que sejam ética, moral e socialmente censuráveis", criticando "o modo" como as notícias desta terça-feira estão "construídas" e "a intenção que lhes está associada".

O Sporting apelou hoje à celeridade das autoridades na averiguação à alegada corrupção no campeonato nacional de andebol de 2016/17, considerando-se um "alvo a abater" por continuar a "lutar e a querer transparência e verdade desportiva".

A FAP emitiu um esclarecimento sobre a notícia avançada hoje pelo jornal Correio da Manhã, sobre o alegado esquema de corrupção para favorecer os 'leões' na época 2016/17, quando conquistou o título de campeão nacional, após 16 anos de jejum.