China Co-piloto "parcialmente sugado" através de janela partida do avião

Quarta-feira, 16 Mai, 2018

Ele explicou ao jornal "Chengdu Economic Daily" que o voo havia acabado de atingir a altitude de cruzeiro quando um som "ensurdecedor" tomou o cockpit. Quando o piloto olhou para o seu lado direito, reparou então que uma das janelas do cockpit estava completamente partida.

"Não houve sinal de alerta". "O pára-brisa explodiu repentinamente e ouvimos um barulho alto. Quando dei por mim, meu copiloto havia sido sugado parcialmente para fora da aeronave", disse ele ao jornal.

"Tudo no cockpit estava flutuando no ar".

O voo que ia da cidade de Chongqing, na China, à Lhasa, capital do Tibete, foi forçado a fazer um pouso de emergência no aeroporto de Chengdu, ainda no país de origem. Segundo Chuanjian, o que salvou o colega foi o cinto de segurança. A maior parte do equipamento não funcionava e não conseguia ouvir o rádio. Muitos dispositivos estavam com defeito e o avião estava balançando fortemente.

Segundo a Administração de Avião Civil da China, que investiga o acidente, o copiloto Xu Ruichen teve arranhões na face e quebrou o pulso. Um outro membro da tripulação ficou ferido no incidente, mas nenhum dos 119 passageiros se machucou.

O copiloto sofreu ferimentos na cara e na cintura, tal como uma passageira.

"A tripulação estava a servir-nos o pequeno-almoço quando o avião começou a tremer", disse um passageiro a uma agência noticiosa estatal chinesa.

Vídeos feitos por passageiros mostraram que as máscaras de oxigênio caíram, bem como algumas malas que estavam nos bagageiros.