Anastasia oficializa pré-candidatura ao governo de Minas

Quarta-feira, 16 Mai, 2018

O evento teve a presença de prefeitos e vereadores do partido e de legendas aliadas.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) sinaliza a correligionários que ficará longe de eventos públicos nas próximas semanas.

O senador foi vice de Aécio Neves na chapa vencedora dos tucanos na disputa pelo governo de Minas em 2006. Em rápida entrevista, Anastasia afirmou que já está acertada aliança com o PSD e PSC e vários outros partidos estão no radar do PSDB. O temor era que, sem um nome na disputa pelo Palácio da Liberdade, a legenda tenderia a se enfraquecer em Minas. A interlocutores, o pré-candidato afirmou não querer subir ao palanque com o risco de ter que dividir espaço com o colega de Senado, que tem sua imagem associada a sucessivos e recentes escândalos de corrupção e tem manchado a imagem do partido, do qual foi presidente até ser alvejado por diversas denúncias.

Aécio também é investigado em outras ações no STF. Questionado pela imprensa sobre o assunto, Anastasia disse que "o senador Aécio decidirá a seu tempo e sua hora se é candidato ou não.Temos de aguardar e respeitar a sua decisão". "O importante agora é fazer o lançamento da pré-candidatura e continuar conversando com os partidos".

Correia aproveitou para dizer que o pedido de impeachment feita contra o governador Fernando Pimentel "não tem nem pé nem cabeça, só interessa à turma de Anastasia e Aécio".

Na segunda (14), a ausência de Aécio foi sentida no evento de anúncio da candidatura de Anastasia, que disse que o tucano teria participação no comando da campanha.