Guerrero é suspenso pelo CAS e está fora da Copa

Segunda-feira, 14 Mai, 2018

Acabou o sonho de Paolo Guerrero disputar a Copa do Mundo pela seleção do Peru. Nesta sexta-feira, o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) atendeu o recurso movido pela Agência Mundial Antidopagem (Wada) contra a decisão emitida pelo Comitê de Apelação da Fifa e decidiu aumentar a suspensão do atacante peruano. A decisão é final e não permite recurso. Como já cumpriu seis meses de punição, o atacante do Flamengo ainda terá que ficar mais oito meses sem jogar.

O contrato de Guerrero com o Flamengo termina em agosto e ambas as partes já iniciavam uma conversa para uma possível renovação, que travava em meio aos pedidos do jogador: aumento salarial e um contrato de três anos. No último domingo, ele chegou a atuar pelo Rubro-Negro e marcou na derrota para a Chapecoense, por 3 a 2.

Em contato com a ESPN, a Federação Peruana de Futebol disse que ainda não recebeu nenhum tipo de confirmação oficial da CAS sobre a punição imposta a Guerrero. Não podem deixar um jogador que não fez nada sem jogar.

Paolo Guerrero é considerado um dos maiores jogadores da história do Peru e a torcida peruana contava com a participação do camisa 9 na Copa do Mundo, fato que não acontecia há 36 anos. Com a suspensão, atacante não joga mais pelo Flamengo com o contrato atual.

Guerrero respondia à investigação por ter testado positivo para uso de benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, em exame realizado depois do empate em 0 a 0 entre Argentina e Peru, em Buenos Aires, pela penúltima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas, em 5 de outubro.

Em sua defesa, Guerrero, que só vai voltar à competição em janeiro, tinha alegado que tinha consumido um chá contaminado. A suspensão do jogador por doping subiu para 14 meses. Ele participou de três jogos do Flamengo neste período, contra Inter, Ponte Preta e Chapeconese.